24.5 C
Brasília
segunda-feira, maio 16, 2022

ANUNCIE

- Publicidade -

O estado faz o que é possível, defende Alcolumbre

O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que o governo está agindo com grande aparato para remediar o impacto do vazamento de óleo no litoral nordestino. “Do ponto de vista do Estado está sendo feito o que é possível fazer. Remediar os danos”, avaliou. Alcolumbre fez a afirmação no programa Poder em Foco, que vai ao ar, neste domingo (3), logo após o programa Silvio Santos, no SBT. 

Na entrevista, o senador disse que “o governo tem 15 navios, helicópteros, militares, todo um aparato do estado brasileiro”. Para ele, esta foi a maior tragédia ambiental que aconteceu no país, “porque a gente está falando do que está vendo, mas tem muita coisa que a gente não está vendo”, observou. Alcolumbre contou que decidiu visitar a área para fazer um gesto simbólico ao povo da região e destacou medidas adotadas como a antecipação e a ampliação do pagamento do seguro defeso para pescadores.

A poucos dias de receber o pacote econômico do Governo, o presidente do Senado revelou pontos que estarão na proposta e negou que a sugestão para desvincular receitas tire a obrigatoriedade de a União repassar recursos fixos para educação e saúde nos estados. Segundo ele, será apenas a possibilidade de remanejamento da verba entre os dois setores. “Pelo o que foi dito e que será apresentado não deve ser uma desobrigação dos repasses constitucionais. Será a possibilidade de utilizar o mesmo percentual mas, utilizando conforme a decisão do gestor ou se mais na saúde ou se mais educação ou manter os índices atuais. Não para outras áreas”, informou.

Davi Alcolumbre fez um alerta sobre a Reforma Tributária: “não se fará uma reforma tributária no Brasil se não tiver o apoio do governo. E não se fará uma reforma tributária no Brasil onde se tem três propostas. Porque se ficarmos debatendo três propostas não vamos ter nenhuma”. Atualmente há proposições da Câmara, do Senado e outra a ser apresentada pelo Governo. O presidente anunciou a criação de uma comissão mista, ainda neste mês, para discutir o compilamento das matérias. Para ele, o objetivo da reforma “é a simplificação na vida das pessoas”.

Crédito: Sérgio Lima – Poder 360

Na conversa com o jornalista Fernando Rodrigues, o presidente do Senado abordou, ainda, temas como pacote anticrime e disse que o excludente de ilicitude será retirado do texto. Manifestou-se contra a redução de parlamentares: “não é uma diminuição de parlamentares que vai gerar os empregos no Brasil”, opinou. Falou sobre religiosidade, desafios partidários para as eleições de 2020 e 2022 e da relação com o presidente Jair Bolsonaro.

relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique conectado

667FãsCurtir
756SeguidoresSeguir
353SeguidoresSeguir
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos artigo