26.5 C
Brasília
quarta-feira, abril 24, 2024

ANUNCIE

Juiz torna rés acusadas de matar o menino Rhuan

O juiz do Tribunal do Júri de Samambaia recebeu denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios  contra Rosana Auri da Silva Cândido e Kacyla Priscyla Santiago Damasceno Pessoa, mãe e companheira que mataram e esquartejaram o menino Rhuan, de nove anos.

As acusadas irão responder pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, praticado contra pessoa menor de 14 anos; lesão corporal gravíssima; destruição e ocultação de cadáver; fraude processual e tortura. O magistrado também manteve a prisão preventiva das rés e determinou a quebra do sigilo de dados telefônicos e telemáticos do aparelho celular apreendido na residência das acusadas, bem como autorizou, desde já, a extração de dados pela Polícia Civil do DF.

Por fim, o juiz determinou segredo de justiça na tramitação do processo, para preservação à intimidade dos menores, ressalvado o requerimento por terceiros de certidões e partes de decisões, bem como da movimentação processual, e, excepcionalmente, de peças ou documentos específicos, desde que não violem a privacidade dos menores.

Cabe recurso.

Processo: 2019.09.1.003949-6

(TJDFT)

relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique conectado

667FãsCurtir
756SeguidoresSeguir
338SeguidoresSeguir
- Publicidade -spot_img

Últimos artigos