24.5 C
Brasília
segunda-feira, maio 16, 2022

ANUNCIE

- Publicidade -

Acesso a São Luís ganha trecho duplicado e renovado

Prioridade para o Governo Federal, a duplicação da única via de entrada e saída rodoviária para São Luís, capital do Maranhão, avança com a conclusão da duplicação de sete quilômetros e a restauração de outros seis quilômetros previstos em série de melhorias na BR-135/MA. São dois segmentos: do quilômetro (km) 51 ao km 58 (duplicação) e seis quilômetros (recuperação), dentro do lote 1 (do quilômetro 25 ao 42).

A obra é estratégica porque, além de ser o único acesso terrestre a São Luís, a BR-135/MA é essencial ao escoamento da produção agrícola da região do Matopiba – formada por Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia – até o Porto de Itaqui (MA). A conclusão do empreendimento é vital para o desenvolvimento socioeconômico do estado e do Nordeste brasileiro.

O que é feito?
No total, o Governo Federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), executa serviços de duplicação, drenagem, terraplanagem e pavimentação em 18 quilômetros da rodovia, entre os municípios de Bacabeira e Santa Rita. As obras no chamado lote 2 continuam do quilômetro 58 ao 69, com previsão de entrega em 2022.

A duplicação na rodovia federal visa oferecer mais segurança aos usuários, reduzindo o número de acidentes em uma região com tráfego intenso. Espera-se que os trabalhos impulsionem o transporte de cargas e melhorem a circulação de veículos de passeio e de serviços na via, diminuindo ainda o tempo de viagem pela estrada.

Restauração concluída
Além da liberação do primeiro trecho duplicado do lote 2 da BR-153/MA, o Dnit concluiu também nesta sexta os últimos seis quilômetros de restauração previstos no lote 1 (do quilômetro 25 ao 42). O trecho liga São Luís a Bacabeira.

As equipes recuperaram o pavimento, implantaram acostamento e dispositivos de drenagem, bem como realizaram serviços de execução de base de BGS com cimento e revestimento asfáltico em CBUQ com polímero.

A obra foi realizada por meio de parceria entre o Dnit e o 1º Grupamento de Engenharia do Exército, sendo executada pelo 3º Batalhão de Engenharia de Construção. O investimento neste trecho é de R$ 42 milhões.

*Com informações da Coordenação-Geral de Comunicação Social do Dnit

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique conectado

667FãsCurtir
756SeguidoresSeguir
353SeguidoresSeguir
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos artigo