25.5 C
Brasília
segunda-feira, junho 24, 2024

ANUNCIE

Tarcísio fornece moradia para 1.355 idosos

O Estado de São Paulo vai ampliar o programa Vida Longa que oferece moradias para idosos que ganham até dois salários mínimos, preferencialmente que vivem sozinhos ou com vínculos familiares fragilizados, mas que tenham autonomia. Com a assinatura de autorização no final de abril pelo governador Tarcísio de Freitas, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano  (CDHU) construirá mais 1.355 unidades habitacionais pelo programa em 49 municípios com investimento previsto de R$ 257,4 milhões.

Durante o evento que, de maneira mais abrangente, anunciou 43,7 mil moradias em todo o estado, realizado no Palácio dos Bandeirantes, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH), Marcelo Branco, explicou que a escolha dos municípios contemplados obedeceu a critérios técnicos previamente estabelecidos.

“Temos um levantamento do Índice de Pessoas Idosas em cada um dos municípios e estamos mapeando cada um deles, levando em conta a necessidade de atendimento, número de idosos e fragilidade que o município tem enfrentado para acolher essa parcela da população”, diz Branco.

Aos 64 anos, Roberto Pereira foi um dos 28 contemplados com um imóvel na cidade de Duartina, na região de Bauru. Novo morador do empreendimento entregue em maio, ele disse que sentiu uma “felicidade pura” ao sair de onde morava, pagando aluguel, em um fundo de quintal.

“É como se ganhássemos na loteria. O maior problema deste momento da vida foi resolvido. Agora tenho uma moradia para o resto da vida, com mobília toda nova, em um local fechado e muito bem montado. Só tenho a agradecer”, afirma.

Luís Carlos Fernandes, de 69 anos, também estava feliz. O sentimento de recomeço e de certeza de um novo momento de vida com mais segurança e dignidade foi compartilhado. “Fiquei impressionado, sem palavras e até chorei. Eu pensava que seria difícil e que eu não conseguiria pegar essa chave de uma casa maravilhosa. Fico muito contente. Essa moradia é um benefício muito grande e evitará que eu tenha gastos com aluguel”, celebrou o vizinho de Pereira.

Criada em outubro de 2019, a iniciativa é uma ação conjunta da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH), da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (SEDS) e é desenvolvida em parceria com as prefeituras. Os imóveis são projetados segundo parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal. Os conjuntos possuem até 28 casas de 28 m² de área útil cada, distribuídos em cozinha, sala de estar e dormitório conjugados, banheiro e área de serviço.

Para promover maior socialização dos moradores, os residenciais têm também espaços comuns para convivência e lazer, salão de convívio com refeitório e área para assistir televisão, área com churrasqueira e forno à lenha, aparelhos para atividade física, mesa de jogos, bancos de jardim, horta elevada e paisagismo.

Os municípios participantes são responsáveis pela indicação dos beneficiários potenciais, pela doação de terrenos para a construção dos imóveis e pela gestão e manutenção dos empreendimentos após a conclusão das obras. O investimento é a fundo perdido e o morador não pagará taxa de ocupação nem contas de água e luz. Por se tratar de um equipamento público, os beneficiários não detêm a propriedade dos imóveis.

Na história do programa, nove dos 14 empreendimentos já executados foram entregues pela atual gestão. Desde 2023, foram investidos cerca de R$ 56 milhões pela gestão estadual para a construção de 238 unidades. Entre as cidades beneficiadas estão Barretos, Bastos, Bauru, Bragança Paulista, Catanduva, Cerquilho, Guaratinguetá, Ibitinga, Santa Bárbara D’Oeste, Santa Cruz do Rio Pardo, São Carlos, São José do Rio Pardo, São Roque e Tietê.

Atualmente, além das novas unidades anunciadas em abril, já estão em produção 10 empreendimentos, totalizando 276 unidades habitacionais, nas cidades de Americana, Araçatuba, Boituva, Duartina, Garça, Olímpia, Pederneiras, Rio Claro, Salto de Pirapora e Capão Bonito.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique conectado

667FãsCurtir
756SeguidoresSeguir
338SeguidoresSeguir
- Publicidade -spot_img

Últimos artigos