27.5 C
Brasília
sábado, fevereiro 24, 2024

ANUNCIE

Fraiburgo dá início à colheita da maçã

É tempo de colher maçã. Nessa segunda-feira (5), ocorreu a abertura oficial da Colheita da Maçã, em Fraiburgo, reconhecida como terra da maçã. O secretário de Estado da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina, Valdir Colatto, participou do evento junto com a secretária adjunta de Estado do Turismo, Catiane Seif. Na safra 2023/2024, devem ser colhidas cerca de 496 mil toneladas de maçã, segundo estimativa da Epagri/Cepa, disponível no site do Observatório Agro Catarinense.

Santa Catarina cultiva 15,3 mil hectares de maçã. Na safra 2022/23 a colheita foi de 557 mil toneladas. Em 2022, o Valor da Produção Agropecuária (VPA) da maçã foi de R$ 840 milhões (Epagri/Cepa/Observatório do Agro Catarinense). A variedade Fuji ocupa a maior área colhida, seguida pela Gala e variedades precoces.

“Somos campeão nacional na produção de maçã, isso é fruto do trabalho conjunto com os nossos produtores, por meio da Epagri, Cidasc, Ceasa, cooperativas e setor privado. Temos o compromisso com a pesquisa e proteção dos nossos pomares. Estamos trabalhando para viabilizar mais infraestrutura para o campo e para garantir a sucessão familiar. O turismo também tem sido uma das forças para alavancar o setor”, afirma o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto.

O Meio-Oeste catarinense (Fraiburgo e região) com a microrregião de Joaçaba respondem por 13,9% da produção, sendo a variedade Gala a mais cultivada. A região vem ampliando cultivo com variedades precoces como a Eva, Condessa e Monalisa, essas duas últimas foram desenvolvidas pela Epagri e apresentam resistência às principais doenças. A região Serrana (São Joaquim e região) com as microrregiões de Campos de Lages e Curitibanos representam 85,7% da produção estadual.

Além de alavancar a mão de obra de Fraiburgo, a colheita da fruta ainda é responsável pelo fortalecimento do turismo local. O município é o segundo colocado do estado em produção de maçã, a área cultivada é de aproximadamente 1.781 hectares.

As pesquisas são permanentes, o extensionista da Epagri de Fraiburgo, Marcos Pritsch, apresentou a Gala Gui, variedade pesquisada pela estação experimental de Caçador, é um fruto de alta qualidade e resistente à principal doença de verão da maçã, a mancha foliar de glomerella. “É uma planta sadia, bem desenvolvida, que tem potencial produtivo”, explica.

relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique conectado

667FãsCurtir
756SeguidoresSeguir
338SeguidoresSeguir
- Publicidade -spot_img

Últimos artigos